3 Passos para Criar uma Cena Inesquecível

Existe um motivo para não se começar uma obra com uma grande batalha épica de proporções monstruosas. Nenhum grande livro começa matando seu personagem mais importante. Você não tem um “Eu te amo”, memorável de fato, no primeiro capítulo.

O motivo para isso é que uma grande cena exige um grande investimento. A destruição do Um Anel, a batalha entre Harry e Voldemort, o Casamento Vermelho, o duelo no Círculo entre Logen e Fenris. Todas essas cenas ficam marcadas na mente de quem leu esses livros exatamente pelo esforço e investimento emocional que temos nesses personagens e histórias.

Quem não gostaria de estar com Theoden, na carga de cavalaria mais épica do universo?

Mas como fazer por merecer essa cena? Como montar o cenário propício para criar um momento marcante na mente de um leitor?

Esse é o segredo de grandes obras, e só a prática leva a um resultado real, mas existem três passos que precisam ser seguidos para que o sentimento catártico marque para sempre sua cena na mente de quem a lê.

1 – Invista tempo para empatizar o leitor com os personagens

Todo mundo que viu isso sabe porquê Harry sentiu tanto a perda. Por isso você sente também

A sua melhor cena será tão forte quanto a empatia que o leitor tem pelos personagens envolvidos, então crie um cenário onde seja possível identificar quais as motivações e desejos  de seus personagens. Crie cenas que mostram as facetas e personalidades envolvidas, coloque em posições cruéis e tomando decisões difíceis.

Invista na criação das pessoas pelas quais o leitor enxerga o mundo. O PROMS pode te ajudar muito nisso.

2 – Construa e cresça o ímpeto da narrativa até o momento derradeiro

Milhares de Orcs estão cercando todos os personagens que você gosta. Não tem fuga ou saída sem luta

Mesmo com ótimos personagens, é necessário mostrar a importância do evento que será a cena que você tem em mente. Mostre o destino dos personagens sendo levado para o evento, se possível de maneira inevitável.

Endureça a narrativa, mostre que as apostas estão altas e que o destino dos personagens está em jogo.

Um excelente exemplo disso é o Casamento Vermelho, do livro Tormenta das Espadas, o terceiro da série As Crônicas de Gelo e Fogo. Mesmo tendo diversos pontos de vista, o evento que ocorrerá dita a narrativa de todos os envolvidos até então. Arya busca encontrar seu irmão no evento, Catelyn entende os perigos envolvidos e toma as medidas de precaução, Robb precisa das negociações envolvidas ali para continuar sua campanha. Tal qual um rio, todas as correntes apontam para aquele dia e local específicos.

3 – Faça o desfecho ser definitivo

O Batman só pode salvar um. O outro vai morrer. PONTO. Quem ele salva e quem ele condena é uma escolha definitiva

Para o bem ou para o mal, faça o resultado de sua cena ser definitivo e indiscutível. Se os mocinhos vão conseguir o que queriam, ou se os vilões terão seu dia ao sol, não dê espaço para meias medidas.

Mesmo que você decida quebrar a  expectativa sobre os planos dos personagens, a decisão deve ser definitiva e com consequências claras. Tudo bem ninguém ter o que de fato quer, contanto que o momento seja realmente catártico e seu desfecho de claro impacto para o restante da obra.

Veja mais posts como esse!

Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *