3 Regras para Criar seu Sistema de Magia

Uma das características mais marcantes da literatura fantástica é a presença de Sistemas de Magia ou Sistemas Mágicos. A grosso modo é a capacidade de personagens da história usar elementos extraordinários para resolver problemas, vencer lutas, impressionar as pessoas ou simplesmente sobreviver. Um exemplo óbvio de Sistemas Mágicos é a série Harry Potter, que se passa em um colégio de magia.

Como é comum e praticamente uma lei dos universos fantásticos a presença de magia (afinal, é basicamente o que define o gênero) é importante pensar bem em como arquitetar o seu sistema mágico.

Continue lendo “3 Regras para Criar seu Sistema de Magia”

Resenha: O Protegido – Peter V. Brett

Imagine um mundo onde não é possível sair a noite. Toda noite os terraitas, demônios de pedra, areia, fogo, saem do chão para buscar e devorar humanos. A única proteção que estes possuem são símbolos antigos e misteriosos que precisam ser desenhados sob superfícies para impedir a aproximação dos terraitas.

Continue lendo “Resenha: O Protegido – Peter V. Brett”

4 Conselhos [1]

  1. Conselhos são perigosos. Inclusive esses.
  2. Pequenas coisas no presente, cultivadas com consistência, tem impactos gigantes no futuro.
  3. Tudo o que você vê ou lê foi feito por pessoas com suas próprias ideologias.
  4. Verdades duras precisam ser ditas. Dosar o quão duras serão ditas é tão importante quanto a dureza das verdades em si.

Se você gostou do texto acima, assine a newsletter, clicando aqui!


Resenha: O mínimo que você precisa saber para não ser um idiota – Olavo de Carvalho

A uns bons quatro ou cinco anos atrás eu esbarrei em um vídeo de um homem chamado Olavo de Carvalho onde este expunha que a Pepsi estava usando células de fetos abortados como adoçante nos refrigerantes. A frase é tão absurda que eu logo cataloguei o autor na aba de “teoria da conspiração”, mas pelo sim pelo não, eu procurei outras fontes do que ele estava falando e achei um ótimo vídeo do Pirula explicando o porquê dessa frase ser errada, o que de fato ocorre e a ignorância (ou desonestidade) de Olavo de Carvalho.

Continue lendo “Resenha: O mínimo que você precisa saber para não ser um idiota – Olavo de Carvalho”

Criação de Personagens usando PROMS

Uma das grandes dificuldades na hora de arquitetar uma história é a criação de personagens. Existem muitas regras e ideias genéricas de como desenvolver um, quais características deve ter um herói, como fazer a audiência torcer para o lado certo, entre outras. O problema é que muitas vezes as características viram somente descrições e não tem impacto na narrativa, ou criam personagens sem nenhuma profundidade.

Uma ferramenta para fazer a conexão entre o desenho de um personagem e sua interação com o mundo da história é criar tal personagem com a técnica PROMS, de Brandon Sanderson, famoso escritor de fantasia.

Continue lendo “Criação de Personagens usando PROMS”

Review de Segunda: Eu, Robô – Isaac Asimov

No mundo de Asimov, os robôs são governados por apenas três leis.

  1. Um robô não pode ferir um ser humano, ou por inação, permitir que um humano seja ferido.
  2. Um robô deve seguir todas as ordens dadas por seres humanos, exceto em casos que entrem em contradição com a primeira lei.
  3. Um robô deve proteger a própria existência, desde que isso não entre em contradição com a primeira e segunda lei.

O conceito é bem simples, mas o quanto essas regras podem ser distorcidas? Ou manipuladas?

Continue lendo “Review de Segunda: Eu, Robô – Isaac Asimov”