Especial Dia dos Pais – 5 Pais que Valem o Livro!

Dia dos pais já passou, mas não custa relembrar a data comemorativa! Vamos revisitar cinco livros cuja história tenha um pai que roube a cena e seja um personagem de grande importância na obra. Também serve de dica para dar de presente atrasado para seu pai!

1. Eddard Stark – A Guerra dos Tronos de George R. R. Martin

Game of Thrones, a série, trouxe para os holofotes o fantástico mundo criado por George R. R. Martin, mas a sequência de livros (ainda não terminada) já estava a venda a algum tempo, portanto várias pessoas já conheciam a história de Eddard Stark.

Num mundo de intrigas políticas perigosas, Stark é uma figura rara. Com profundo senso de justiça e honra, tenta proteger os filhos de inimigos não declarados, mas não por isso menos perigosos. Suas decisões são sempre pautadas pelo bem estar do reino e principalmente de sua família.

Com tantas virtudes, é de ótimo tom que nada de ruim tenha acontecido com ele na história…

2. Louis Creed – O Cemitério de Stephen King 

Louis é um cara feliz. Tem um ótimo emprego, construiu uma linda família ao lado de sua esposa, e agora encontrou a casa de seus sonhos. Ela reside ao lado de um antigo cemitério de animais, mas é apenas um ponto turístico. Seu novo vizinho conta histórias estranhas, sobre animais que ressuscitaram depois de serem enterrados no cemitério, mas é claro que é apenas uma lenda.

O problema é que um dia, o gato de sua filha é morto, atropelado, e ela está num período difícil de sua vida. Tentando evitar os problemas, e proteger a filha da dor, ele decide arriscar enterrar o corpo nesse estranho cemitério.

3. Arthur Weasley (bônus: Sirius Black!) – Harry Potter de J. K. Rowling

Acho que todo mundo já leu ou viu Harry Potter, é uma das séries de livros/filmes mais reconhecidas no mundo todo. Harry é um órfão sendo criado por tios  que o maltratam até que é resgatado por um mundo de magia onde ele descobre ser o escolhido que deve derrotar aquele-que-não-pode-ser-nomeado. Mesmo sendo órfão, ele acaba sendo adotado pela família Weasley e na sua relação com o patriarca, Arthur, é inegável a presença de um respeito de pai e filho.

Arthur é, em todos os sentidos, um paizão para Harry. Tem seus momentos de deixar Harry encabulado, leva Harry para seu primeiro torneio de Quadribol, adverte o adolescente quando este age de maneira descuidada e sabe ser parceiro quando apenas o companheirismo basta.

Harry ganha outra figura paterna na forma de Sirius Black, um parente real do menino, e, enquanto Arthur tem uma relação mais protetora, Sirius tende a tratar Harry como um igual. A presença de ambos faz Harry Potter se tornar quem precisa ser para vencer seu desafio.

4. Anansi – Os Filhos de Anansi de Neil Gaiman

Esse livro é ditado pela vida e comportamento do pai de Fat Charlie, o protagonista, muito embora o estopim da história seja sua morte. Fat Charlie tem uma vida pacata e entediante até receber a notícia que seu pai faleceu enquanto cantava num karaoke. A volta à cidade de infância o leva a descoberta que tem um irmão e que seu pai era ninguém menos do que Anansi, o Deus de Todas as Histórias. A presença do irmão bagunça o trabalho, o noivado e a própria segurança de Fat Charlie e por causa disso ele precisa correr para consertar as pontas soltas deixadas por seu pai.

5. Jack Torrance – O Iluminado de Stephen King

Voltamos ao Stephen King neste clássico da literatura.

Jack Torrance recebe uma oferta de emprego para cumprir o turno de inverno em um hotel isolado. A função parece simples, dado que não terão hóspedes e que ele terá tempo de sobra para terminar o livro que está escrevendo, pois o trabalho durará a estação inteira.

Animado ele parte com sua esposa Wendy, e seu filho Danny. O problema é que o seu alcoolismo parece ter sido desperto pelos fantasmas do hotel, e não há como pedir qualquer tipo de ajuda devido ao isolamento extremo do lugar. Leitura fantástica.

Inclusive, você sabia que Stephen King não gosta da adaptação cinematográfica criada por Stanley Kubrick?

Embora o filme O Iluminado seja uma obra de arte, ele não é totalmente fiel ao livro, sobretudo no que se refere ao personagem Jack Torrance. Uma das coisas mais assustadoras para o leitor é o quanto você se identifica com o “vilão”.

Ele teve problemas com álcool, mas tenta se recuperar e criar um ambiente agradável para a família. Mesmo em seus momentos finais, quando o espírito do hotel possui seu corpo, a última frase de Jack para o filho é “Doc, fuja! Rápido! E lembre-se o quanto eu te amo”. É uma cena forte, que deixa claro o amor de Jack pelo filho e que a verdadeira maldade vem dos espíritos do hotel.

No filme, por outro lado, há uma inevitabilidade na violencia de Jack. Fica claro desde o começo que ele está perdendo a cabeça, e a única frase de amor para com o filho é “Eu nunca encostei a mão nele, droga! Nunca! Eu amo o maldito filho da mãe”.

E você? Quais livros com pais interessantes você conhece e curte?

Veja mais posts como esse!

Compartilhe!

Um comentário em “Especial Dia dos Pais – 5 Pais que Valem o Livro!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *