As 3 Regras para Criar Tensão

A melhor maneira de manter um leitor engajado é criando cenários que reforcem sua curiosidade. Seja no longo prazo (“Eu quero saber como a história termina!”) quanto no curto prazo (“O que está atrás daquela porta?”) a curiosidade é uma das maiores forças na criação de histórias.

Resenha: O Aprendiz de Assassino – Robin Hobb

A trilogia A Saga do Assassino foi uma das leituras que surgiram quando comecei a buscar “alternativas a Crônicas do Gelo e Fogo” pela internet. Até hoje sinto um vácuo na ausência de outras obras literárias contendo fantasia medieval misturada com tramas políticas de qualidade. Buscando em diversos fóruns e cantos obscuros da internet, a…

3 Passos para Criar uma Cena Inesquecível

Existe um motivo para não se começar uma obra com uma grande batalha épica de proporções monstruosas. Nenhum grande livro começa matando seu personagem mais importante. Você não tem um “Eu te amo”, memorável de fato, no primeiro capítulo.

Resenha: Louca Obsessão – Stephen King

Uma vez por ano eu acabo relendo Misery: Louca Obsessão. Stephen King é um dos autores que eu mais leio, e este é o meu livro favorito do mestre do terror, combinando perfeitamente o clima de suspense e insegurança numa temática simples e com uma única trama.

O que é um MacGuffin?

Você já deve ter visto em alguma análise de livro ou filme a palavra MacGuffin. Muitas histórias famosas utilizam esse dispositivo narrativo, algumas de maneira mais pervasiva, outras apenas como um início para a trama. Mas afinal, o que é um MacGuffin e como pode ser usado?

Resenha: O Portão do Obelisco – N. K. Jemisin

O primeiro livro da trilogia de N. K. Jemisin termina com uma revelação impactante e muitas pontas soltas para a trama continuar. Ambientado num universo fantástico inovador de fato, O Portão do Obelisco continua prendendo e instigando.

Pantera Negra e as 7 Perguntas do Drama

Toda grande história é construída por grandes personagens. Mesmo em histórias onde o foco maior é a trama e desenvolvimento do enredo, a única maneira de fazer esses desdobramentos darem certo e serem instigantes é tendo e criando bons personagens, pois são eles que pautarão o caminho e o fim.

Resenha: The Red Knight – Miles Cameron

The Red Knight, ou O Cavaleiro Vermelho (em tradução livre) é um livro de fantasia medieval europeia. O mundo é dividido entre as cidades e meios humanos e as criaturas e coisas pertencentes ao Selvagem, onde apenas o mais forte sobrevive e comanda.

3 Regras para Criar seu Sistema de Magia

Uma das características mais marcantes da literatura fantástica é a presença de Sistemas de Magia ou Sistemas Mágicos. A grosso modo é a capacidade de personagens da história usar elementos extraordinários para resolver problemas, vencer lutas, impressionar as pessoas ou simplesmente sobreviver. Um exemplo óbvio de Sistemas Mágicos é a série Harry Potter, que se…

Resenha: O Protegido – Peter V. Brett

Imagine um mundo onde não é possível sair a noite. Toda noite os terraitas, demônios de pedra, areia, fogo, saem do chão para buscar e devorar humanos. A única proteção que estes possuem são símbolos antigos e misteriosos que precisam ser desenhados sob superfícies para impedir a aproximação dos terraitas.