Resenha: Maus – Art Spiegelman

Quando lemos algum material histórico sobre a Segunda Guerra Mundial, especificamente sobre o Holocausto, é simples, matemático, entender o tamanho da carnificina que ocorreu. Mas, como é comum em fatos dessa magnitude, o que normalmente se perde é o relato individual. É esse espaço entre documentário e relato pessoal que Maus, de Art Spiegelman ocupa.

Resenha: Um Tom Mais Escuro de Magia – V. E. Schwab

Um Tom Mais Escuro de Magia, de V.E. Schwab é o primeiro livro da trilogia Tons de Magia. É ambientado em um mundo que precisou ser dividido em quatro, separados por portas mágicas, onde poucos tem a habilidade/poder natural de poder navegar entre esses mundos. Kell, o personagem principal, é um dos únicos que possuem…

Resenha: A Filha do Império – Raymond E. Feist e Janny Wurts

Quem acompanha as resenhas aqui sabe a minha predileção por fantasia. Devido a inúmeros fatores e suas incontáveis vertentes, acaba sendo meu gênero favorito e o que eu mais consumo. Por conta disso é difícil achar algo que seja realmente diferente e de qualidade. A Filha do Império foi uma feliz exceção.

Resenha: Sonho Febril – George R.R. Martin

Depois que acabaram os livros de Game Of Thrones (ainda estamos na expectativa!), eu busquei as demais obras do George R.R. Martin. Encontrei a série Wildcards,onde ele é mais um “organizador” do projeto do que o autor de fato, mas não curti o resultado final. Buscando outros livros, encontrei Sonho Febril, de 1982, e desse…

Resenha: 1984 – George Orwell

George Orwell é inegavelmente um dos maiores escritores de todos os tempos, e qualquer lista dos livros mais influentes da história contém pelo menos um de sua autoria. Normalmente esse “um” é 1984. Em 1984, os cidadãos da Oceania são governados por uma figura misteriosa, chamada Grande Irmão. O líder é cultuado, nunca erra e…

Resenha: A Dança da Morte – Stephen King

Stephen King é um dos meus autores favoritos. Narrativa rápida, boas cenas de ação, suspense tenso e um acervo enorme fazem com que você sempre tenha boas expectativas quando começa um “King”. Acontece que, como ele produz livros e mais livros, faz sentido que alguns sejam de uma qualidade mais baixa. E a principal questão…

Resenha: Meia Guerra – Joe Abercrombie

Depois de um primeiro livro cheio de clichês, um segundo livro de criação de novos personagens e aprofundamento da trama, temos Meia Guerra, um terceiro que fecha muito bem a trilogia do Mar Despedaçado. Uma trilogia despretensiosa… Depois de se sagrar ministro, Yarvi coordena as ações para forjar a frágil aliança entre Gettland e Vansterland….

Resenha: Meio Mundo – Joe Abercrombie

Depois de um sólido (e cheio de clichês…) primeiro livro, Joe Abercrombie nos apresenta a continuação da trilogia Mar Despedaçado, Meio Mundo. O cenário é o mesmo, mas alguns anos se passaram, e os personagens do primeiro livro viram coadjuvantes de Thorn, uma jovem que treina para ser guerreira, e Brand, um parceiro de sparring…